Segurança na internet: proteja-se também no ambiente virtual

As precauções na internet devem ser como as precauções tomadas antes de sair de casa. Trancar portas e janelas, acionar alarme, solicitar a atenção de algum vizinho para qualquer movimentação estranha. Manter alguns cuidados e procedimentos de segurança na internet tornou-se igualmente importante. Isso porque, não é somente nas ruas que ocorrem fraudes, espionagem e roubos. Muitas vezes, os riscos oferecidos no ambiente virtual são os mesmos ou até mais prejudiciais.

 

Segurança na internet

 

Logout

 

Na internet você acessa seu e-mail, perfis em redes sociais, como o Facebook, sua conta numa loja online e internet banking. Ou qualquer outro serviço que solicite um nome de usuário e senha para entrar. Sempre que fizer isso, desconecte-se por meio do “sair”, do “logout” ou “logoff”. Apenas fechar a janela do navegador ou utilizá-la diretamente para acessar outro endereço é perigoso. Seus dados de acesso ficarão abertos naquele equipamento (computador, tablet ou celular), pois o site não recebeu a instrução de encerrar seu acesso naquele momento. Assim, outra pessoa poderá reabrir a página que você estava e acessar suas informações. A prática não é importante apenas para o caso de computadores públicos, mas também em casa – especialmente quando há crianças pequenas.

 

Senhas

 

Além de evitar o uso de senhas fáceis de serem descobertas – como nome de familiares, data de aniversário, número de telefone, placa de carro, etc – mude as combinações periodicamente. O recomendado é alterá-las a cada três meses, pelo menos. Ao criar uma nova senha, dê preferência a opções que misturem letras e números e tenham mais de seis caracteres. Não guarde suas senhas em arquivos de Word, Bloco de Notas ou qualquer outro aplicativo. Tente memorizá-las de forma rápida e evite escrevê-las em papel.

 

Navegadores

 

Usar navegadores de internet conhecidos e atualizados garante que você consiga utilizar novas tecnologias. Além disso, permite que você também conte com recursos de segurança capazes de combater perigos mais recentes, como sites falsos que se passam por páginas de banco. As últimas versões dos navegadores geralmente contam com correções contra falhas de segurança exploradas em versões anteriores.

 

Downloads

 

Fique atento aos downloads. Depois de baixar o arquivo, verifique se ele possui alguma característica estranha, como mais de uma extensão, por exemplo (musica.mp3.exe), tamanho muito pequeno para o tipo de arquivo correspondente ou informações de descrição suspeitas. Muitas pragas digitais se passam por músicas, vídeos, fotos e aplicativos e, por isso, é também sempre importante examinar o arquivo baixado com um antivírus antes de abri-lo.

 

Programas

 

Outro cuidado importante é com sites que pedem para você instalar programas para continuar a navegar ou para usufruir de algum serviço. Desconfie até mesmo de softwares que, em princípio são legítimos, mas deixam de maneira pré-marcada a ativação conjunta de outros programas, como barras para navegadores ou supostos aplicativos de segurança.

 

Links

 

Muito cuidado  também com links enviados em mensagens instantâneas e redes sociais, pois outros aplicativos duvidosos podem fazer uma postagem em nome de alguém, sem que a pessoa nem tenha percebido. Ao utilizar WhatsApp, Telegram, Skype, Facebook, antes de clicar num link recebido, confirme com a pessoa se foi ela quem mandou. Se ela negar, não clique no link e avise-a de que seu computador ou smartphone pode estar com um malware.

 

E-mails falsos

E-mails falsos ainda são muito comuns, pedindo para renovar cadastros ou doar quantias em dinheiro, por exemplo. Na dúvida, entre em contato com a empresa ou entidade cujo nome foi envolvido no e-mail.

 

Sites duvidosos

 

Evite acessar sites duvidosos que tentam convencer o usuário a clicar em um link perigoso ou abre automaticamente várias páginas ou janelas com banners.

 

Compras na internet

 

Cuidado ao fazer compras na internet ou usar sites de bancos. Prefira comprar em sites de comércio eletrônico com boa reputação. Antes de “fechar negócio” é sempre válido realizar uma pesquisa sobre a empresa e o produto, um bom aliado para isso é o site Reclame Aqui.

 

Redes Wi-Fi

 

Tome muito cuidado ao acessar redes Wi-Fi públicas, especialmente aquelas que não exigem senha. Algumas podem ser “iscas” para capturar dados dos dispositivos conectados a ela. Outras podem direcionar para sites falsos. Por isso, dê preferência a redes de empresas conhecidas, preze sua segurança na internet.

 

Antivírus

 

Casa suja e em situação de abandono é alvo fácil para ladrões. Assim também ocorre com seus equipamentos. Atualize seu antivírus e sistema operacional constantemente. Certifique-se de que eles estão no modo de atualização automática, inclusive em dispositivos como tablets e smartphones.

 

Verifique duas vezes

 

Várias empresas, como Google, Apple e Microsoft, oferecem em seus serviços a opção de verificação em duas etapas (two-factor authentication). Com ela, você deve informar um código após efetuar login, do contrário, não terá acesso ao serviço, mesmo que digite a senha corretamente. Na maioria das empresas, o código é enviado por SMS. Assim, só você tem acesso a ele. Verifique se os serviços que você usa oferecem esse recurso.

 

Créditos da foto: neshom / pixabay